Como fazer uma monografia exemplos

Conforme os anos em uma graduação se avançam vai surgindo aquele medo interno da maioria dos alunos, a monografia.

Seja você um aluno de graduação, pós graduação ou um curso de especialização, com toda certeza você passara por essa fase.

Chegar no ultimo ano e ter que encarar a monografia é aterrorizante para a maioria dos alunos, mas não precisa ser.

Isto acontece por um medo desnecessário que é implantado, até mesmo pelos professores, que acaba só atrapalhando o desenvolvimento e escrita da monografia.

Se você contar com um bom orientador, se organizar e saber bem o que deseja desenvolver sua monografia ocorrera sem maiores problemas.

Assim, separamos algumas dicas de como fazer uma monografia, com alguns exemplos para você se nortear.

Primeiros passos para se desenvolver uma monografia

Antes de iniciar o processo de escrita da sua monografia, antes será necessário estabelecer alguns critérios fundamentais para o seu bom andamento.

Como por exemplo, a escolha do seu professor orientador, pode parecer irrelevante, mas acredite isto faz toda a diferença.

Escolha um professor com quem você se identifica e que possui uma boa fama na sua instituição. Afinal você não quer uma professor com fama de exigente e mau te orientando.

Escolhido o professor o próximo passo é escolher o tema. Você até já pode ter um tema em sua mente, mas na maioria das vezes é preciso trabalhar o mesmo para que a pesquisa seja viável.

Professor e tema escolhido, você deve escolher agora a sua metodologia que irá aplicar em sua monografia.

As metodologias mais comuns e mais utilizadas são:

  • Levantamento bibliográfico: Pesquisa com base em livros, artigos ou outras fontes escritas.
  • Estudo de caso: Usar fatos reais, analisar, registrar e discorrer sobre eles em sua monografia.

“É preferível escrever de forma detalhada e consistente sobre poucas coisas do que falar genericamente sobre muitas coisas.” (Tachizawa e Mendes 2006, p. 20)

Claro você pode usar outras metodologias de pesquisa, é aí que seu orientador será importante, para te oferecer as melhores opções.

Elementos que toda monografia deve possuir

Toda monografia deve ser constituída de alguns elementos fundamentais para se constituir a sua estrutura.

Esses elementos, principalmente os estruturais, podem variar de uma instituição para outra, mas no geral todos são bem parecidos.

Por exemplo, a questão dedicatória, agradecimentos e epigrafa, a certas instituições que colocam esta parte como opcional.

Entretanto, as questões que são obrigatórias em toda monografia são:

  • Capa
  • Folha de rosto
  • Sumário
  • Resumo
  • Abstract

A escrita do “Abstract” deve ser obrigatoriamente em inglês, ou em espanhol, isto irá depender das regras da sua instituição.

Agora que você já sabe os elementos fundamentais para a estrutura da sua monografia, você precisa conhecer a parte textual que será necessário desenvolver.

Toda monografia deve possuir:

  • Introdução
  • Objetivo (geral ou específico)
  • Justificativa
  • Metodologia
  • Conclusão

De forma obrigatória toda monografia deve possuir estes elementos, pois será a partir deles que você desenvolvera a sua pesquisa.

A introdução, por exemplo, serve para você apresentar o sua monografia. Mostrar o que será falado, de uma forma breve.

A metodologia como já explicado, será a parte em que você explicara o seu método de pesquisa aplicado de forma escrita.

Seja ela bibliografia, ou na forma de estudo de caso, você precisara desenvolver um texto para explicar como este foi realizado.

Caso você tenha dificuldade nesta parte, o Monografis possui um desenvolvedor de metodologia, que pode te ajudar.

Todo história precisa de um final, e com a sua monografia não poderia ser diferente. Não que seja uma história, mas você deve mostrar o que você alcançou e a quais resultados você chegou.

Fora estes elementos você também deve se atentar as referencias e aos anexos. As referencias é uma das partes mais importantes de uma monografia.

Tudo o que você citar, fontes externas como sites, livros e artigos devem constar de acordo com as norma da ABNT nas referências.

A parte dos anexos, serve para você colocar coisas que você citou na sua monografia, como um formulário de pesquisa, gráfico ou ate mesmo imagem.

Normas da ABNT para uma monografia

O uso correto das normas da ABNT é fundamental para que sua monografia esteja correta. O não cumprimento da norma pode ate mesmo resultar em reprovação.

  • Nunca escrever em primeira pessoa,
  • citações em língua estrangeira devem ser em itálico e grifadas;
  • Fonte Arial ou Times New Roman;
  • Tamanho geral 12
  • Margem superior: 2,5
  • Margem inferior: 2,5
  • Margem direita: 2,5 cm
  • Margem esquerda: 3,0 cm
  • Parágrafos: 1,5
  • Espaçamento entrelinhas simples
  • Espaçamento entrelinhas após os títulos: 1,5
  • Em caso do uso de tabelas estas não devem ser fechadas na lateral. Além disso, devem possuir tamanho 10 e espaçamento simples.
  • A enumeração das páginas deve começar  a partir da introdução, porém somando as anteriores.

Vale a penas você dar uma conferida no manual da sua universidade para conferir se este não possui algumas normas próprias. As vezes isto pode acontecer.

Concluindo

A escrita de uma monografia não é algo impossível, apenas assusta pelo seu tamanho e complexidade de alguns fatores, como a formatação.

Mas com paciência, organização e o apoio de um bom professor orientador, tudo pode ser feito sem problemas.

Caso você ainda esteja com dificuldades, há sempre a possibilidade de você contar com o Monografis.

Ele te ajudara a escrever a sua monografia e te nortear nas partes mais complexas, como a construção da metodologia.

 Você também pode acessar os outros conteúdos do guia da monografia para te ajudar neste processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *